Sidebar

17
Seg, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

As manifestações começaram pela manhã, desta sexta-feira (10) – Dia do Basta –, com a direção do Sindicato dos Bancários de Sergipe (Seeb-SE) retardando a abertura das agências bancárias em protesto à intransigência patronal nas negociações da Campanha Salarial da categoria.

“Os banqueiros se aproveitam da crise e da nefasta reforma trabalhista para não se sentar à mesa com a representação das bancárias e dos bancários”, diz Ivânia Pereira, presidenta do Seeb-SE.

A CTB-SE levou a sua solidariedade à categoria. “Os banqueiros continuam com faturamentos bilionários em meio à crise que está acabando com o emprego e com o trabalho formal”, afirma Adêniton Santana, presidente da CTB-SE.

Santana aproveitou para convocar as trabalhadoras e trabalhadores a participarem do Dia do Basta, às 15h na Praça Valadão, centro de Aracaju. Na parte da tarde, as centrais sindicais e os movimentos sociais, liderados pela Frente Brasil Popular levaram milhares de pessoas ao protesto.

Após vários discursos, os manifestantes saíram em passeata até a Praça Fausto Cardoso. “A indignação cresce dia-a-dia com o que os golpistas estão fazendo com o patrimônio nacional e com as conquistas da classe trabalhadora e do povo brasileiro”, acentua Santana.

Por isso, ressalta Santana, “a nossa atuação para empoderar candidaturas da classe trabalhadora e dos movimentos sociais democráticos e progressistas é essencial para o Brasil superar a crise, voltar a crescer e criar empregos”.

Fonte: CTB-SE

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.