Sidebar

22
Qua, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Diversos pontos da Grande Vitória, no Espírito Santo, estão bloqueados em protesto contra as reformas da previdência e trabalhista, e contra a lei da terceirização. Eles começaram a se reunir em pontos de interdição por volta das 4h15 desta sexta-feira (28).

Por volta das 6h, os trabalhadores também bloquearam o pedágio da Terceira Ponte, causando um longo congestionamento em cima da ponte, que liga Vitória e Vila Velha. Às 7h30, eles liberaram apenas uma pista apenas para que os motoristas que seguiam de Vila Velha para Vitória pudessem fazer o retorno.

Por volta das 8h30, homens da Companhia de Missões Especiais (Cimesp), o antigo Batalhão de Missões Especiais (BME), foram para a avenida Dante Michelini, um dos pontos de protesto, dispersar os manifestantes e liberar as vias.

Na Dante Michelini, em Vitória, os pneus de ônibus que seguiriam na avenida após a liberação da Polícia Militar foram esvaziados pelos manifestantes. Por isso, apenas o sentido Centro da Dante Michelini foi liberado. O sentido Jardim Camburi permanece bloqueado por conta dos ônibus parados na via.

Por volta das 9h, policiais militares chegaram em Vila Velha, próximo à Terceira Ponte para liberar a via.

vitoria6

vitoria

Ônibus
Não há ônibus do Sistema Transcol circulando nas ruas da Grande Vitória apesar de uma decisão judicial ter obrigado a circulação de 50% da frota. Segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Espírito Santo (Sindirodoviários), Edson Bastos, todos os ônibus foram recolhidos, porque, durante a madrugada, cinco coletivos foram apedrejados e tiveram pneus furados.

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) informou que as garagens das empresas foram bloqueadas pelos rodoviários até 6h, contrariando decisão judicial de que 50% da frota deveria circular nesta sexta-feira.

"Após esforços dos empresários, as garagens foram liberadas, entretanto, alguns ônibus estão com dificuldade de circular em função das vias interditadas nos principais acessos da Grande Vitória e há garagens com manifestantes na porta, ainda impedindo a saída dos ônibus", disse o GVBus em nota.

Vitória
Avenida Dante Michelini, sentido Jardim Camburi interditado
Avenida Getúlio Vargas, na Vila Rubim
Avenida Alexandre Buaiz, próximo à Rodoviária de Vitória - interdição parcial
Segunda Ponte - liberada por volta das 9h15, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF)
Praça do pedágio, na Terceira Ponte.

Serra

Km 269 da BR-101, em Carapina, completamente interditada desde as 5h.

Vila Velha
Acesso à Terceira Ponte completamente interditado
Acesso à Segunda Ponte completamente interditado
Avenida Carlos Lindenberg, no bairro Nossa Senhora da Penha parcialmente interditada
Avenida Leila Diniz, no bairro Novo México, parcialmente interditada.

Viana
Km 298 da BR-101, próximo à Real Café, completamente interditada desde as 4h50.

Colatina
Avenida Silvio Avidos, no bairro São Silvano, completamente interditada
Ponte Florentino Avidos, completamente interditada
Ônibus circulam na cidade com trajetos alterados.
Manifestantes fecham vias de Colatina, ES, em protesto

Linhares
Manifestação de estudantes no km 148,. da BR-101. Até as 8h50 sem interdição da rodovia.
São Mateus
Km 62,3 da BR-101, interditado totalmente desde as 7h40.

Confira as fotos:

vitoria3

vitoria2

 

Portal CTB com agências

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.