Sidebar

17
Seg, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Dirigentes da CTB marcaram presença no ato cultural Diretas Já, promovido no último domingo (05), no Largo da Batata, em São Paulo. O movimento foi promovido por entidades estudantis, movimentos populares, setores da cultura e midialivristas em torno de uma única bandeira: A luta por eleições diretas para presidente da república.

Artistas e lideranças sociais destacaram durante o ato a necessidade de ampliar o movimento pelas eleições diretas assim como a necessidade de um novo projeto para o país que retome a democracia e a inclusão social.

diretas ja2

A presidenta da UNE, Carina Vitral, elogiou e agradeceu a união de forças entre artistas e movimentos em torno das diretas. “Esse ato enche o meu coração de esperança. Sairemos vitoriosos e vitoriosas dessa batalha. Depois de um ano lutando vemos que tudo o que denunciávamos está acontecendo. O golpe foi dado no Brasil para implementar um programa de reformas, que faz parte do projeto de retrocesso, elitista e retirada de direitos”, afirmou.

Na opinião de Carina, o movimento das diretas precisa se fortalecer através de cada militante. A presidenta da UNE também ressaltou a importância de ser popularizado entre o grande público o programa para o Brasil proposto pela Frente Brasil Popular. “É importante ler, compartilhar, debater”, disse. São propostas para retomar a democracia no pais e fortalecer os direitos e as políticas de inclusão social.

Raimundo Bonfim, da Central de Movimentos Populares, que também integra a Frente Brasil Popular, também destacou a unidade entre o mundo da cultural e os movimentos sociais. “Essa unidade é muito importante. Estamos juntos por um só grito: Fora temer e por diretas já. Queremos o fim do governo temer e o fim das reformas. A nossa bandeira é amplitude, uma campanha que envolva o Brasil pelas diretas já”.

sato109945

O músico Edgard Scandurra enfatizou a importância do ato como um ponto e partida contra esse pacote de maldades desse governo de corruptos. “É todo mundo denunciado, todo mundo tá em gravação. Quanto mais alto for o grito mais a gente vai sair de uma bolha pra atingir toda a população. Tem que tirar esse presidente, novas eleições pra voltar a ter uma alto astral no país”.

Durante o ato se alternaram shows, entre eles de Chico César, e depoimentos de lideranças sociais e sindicais. A expectativa da organização é de que o ato se encerre apenas no início da noite deste domingo, quando está programada a apresentação de Pitty, Criolo, Emicida, Péricles e Tulipa Ruiz.

pericles109948

Portal CTB com agências

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.