Sidebar

22
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Nesta sexta-feira (19), os partidos de esquerda promoveram uma sessão solene, na Câmara Municipal de São Paulo, em homenagem ao líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, que completou 90 anos no último sábado (13). 

Além dos parlamentares, o evento contou com a presença de lideranças do movimento estudantil, da cônsul Geral de Cuba na capital paulista, Nelida Hernández Carmona, e do teólogo Frei Betto, que falaram das dificuldades causadas pelo bloqueio econômico dos EUA, e das importantes conquistas da ilha caribenha, como a erradicação do analfabetismo, o acesso à saúde e educação e a reforma agrária, entre outras.

“Fidel, desde muito cedo, abraçou o diário martiniano (de José Marti) e dedicou sua vida a transformá-lo em realidade, logrando a Patria Livre”, declarou Nelida Carmona, ao fazer referência ao herói da independência cubana, José Marti.

Em sua intervenção, Frei Betto contou que esteve com Fidel na ocasião de seu 90º aniversário. “Quantas vidas foram salvas em Cuba graças à revolução”, frisou o teólogo, que exaltou a luta do revolucionário e de seu povo por uma sociedade mais justa e igualitária.

Para o presidente da CTB São Paulo, Onofre Gonçalves, Fidel é um ícone das forças revolucionárias e progressistas em todo o mundo. “A CTB saúda o grande comandante Fidel Castro e o povo de Cuba por sua luta anti-imperialista”, declarou o sindicalista.

Já o vice-presidente da seção estadual da central, Pedro Mesquita, que esteve na ilha caribenha, destacou que “Cuba é um exemplo para o Brasil e para o mundo de uma sociedade que luta pelo coletivo”, disse. No fim do encontro foi exibido um vídeo, feito em Cuba, parabenizando Fidel. A atividade foi organizada pelos partidos PCdoB, PSOl, PT, PSB e PDT.

No começo do encontro, durante o discurso de Jamil Murad (PCdoB), o candidato a vereador pelo partido Democratas e membro do Movimento Brasil Livre (MBL), Fernando Holiday, tentou arrancar o banner de Fidel Castro e tumultuar a sessão. Ele foi levado para a delegacia para prestar depoimento. O ato de vandalismo foi repudiado por todos os presentes.

Érika Ceconi - Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.