Sidebar

23
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Reunidos em assembleia na manhã desta segunda-feira (08), trabalhadores e trabalhadoras da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) decidiram aceitar a nova proposta da empresa e encerrar a greve iniciada no dia 26 de abril.

A proposta final apresentada pela empresa continha 5 itens, dos quais dois deles foram reprovados pela assembleia por considerar retrocesso para a categoria. A proposta não chegou a ser avaliada na assembleia anterior por falta de tempo hábil.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos (Sintect-SP), a categoria tomou a melhor decisão, já que a manutenção da greve causaria um desgaste e prejudicaria a campanha salarial que se inicia em três meses.

“Nossa data-base é 1º de agosto, e nela todo o Acordo Coletivo será posto na mesa. No ano passado a empresa já quis mexer em cláusulas fundamentais, como o convênio médico. Possivelmente ela repetirá a dose esse ano, e a luta terá de ser muito forte. O momento, portanto, é de se organizar e acumular forças para essa batalha que se aproxima e será decisiva para o futuro da categoria ecetista”, afirma Elias Cesário, o Diviza, presidente do Sintect-SP.

correios encerram greve3

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.