Sidebar

19
Ter, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O número de mortos pelo rompimento da barragem em Brumadinho (MG) deve ultrapassar 300. A tragédia provocada pela Vale é uma prova de que a privatização é lesiva aos interesses do povo brasileiro e pode matar.

A empresa, entregue ao capital privado pelo tucano Fernando Henrique Cardoso em 2007 por apenas R$ 3 bilhões, geralmente abocanha num só trimestre lucro superior a R$ 5 trilhões e poderia ter facilmente evitado o desastre se investisse em medidas de segurança e em técnicas mais seguras, embora mais caras, de armazenamento dos rejeitos provenientes do beneficiamento do minério.

Não investiu porque a lógica do capitalista é embolsar todo o lucro possível, ainda que isto signifique, como foi o caso, deixar de lado a segurança, condenar centenas de trabalhadores e trabalhadoras à morte e destruir o meio ambiente.

Os governos neoliberais abriram mão da fiscalização e foram cúmplices da empresa. O desafio do movimento sindical é mobilizar as bases e conscientizar a classe trabalhadora para a luta contra as privatizações, em defesa do meio ambiente e por um novo projeto de desenvolvimento nacional, que garanta a segurança e a valorização do trabalhador.  

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault