Sidebar

19
Qua, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Crítico da reforma trabalhista, o juiz Jorge Luiz Souto Maior, tomou posse como desembargador no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, em Campinas, interior paulista, nesta segunda (17). Duante seu discurso, Souto Maior reafirmou que "lei [reforma trabalhista] é uma expressão da maldade".

O novo desembargador da Corte manifestou a importância do momento. "Não é irrelevante, insignificante ou pouco importante para mim este momento, que me toca profundamente. Estou muito feliz, orgulhoso e honrado. Sem dúvida é uma grande honra fazer parte deste Tribunal e desta instituição tão indevidamente maltratada que é a Justiça do Trabalho. Tenham claro isso", sublinhou Souto Maior.

Com alegria e muito otimismo, o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo, acompanhou a cerimônia e destacou que a posse de Souto Maior pode inspirar novos caminhos em defesa da Justiça do Trabalho

"Sem dúvida é uma grande notícia para o conjunto da classe trabalhadora quer trava luta sem tréguas em defesa dos direitos, contra a precarização e por uma Justiça do Trabalho forte”, externou Adilson após a posse do desembargador.

Mais 

Formado pela Faculdade de Direito do Sul de Minas, possui mestrado, doutorado e livre-docência pela Universidade de São Paulo, onde leciona desde 2002. Juiz do Trabalho desde 1993, atuou em Marília, Araraquara, Itu e Jundiaí. Foi nesta última comarca que Souto Maior que imprimiu trajetória de alerta sobre a precarização no mundo do Trabalho e a centralidade de se respeitar e preservar os direitos da classe trabalhadora.

Ele também é um dos principais críticos da Lei 13.467, a "reforma" trabalhista. E lembrou que a "reforma" ampliou a precarização e impôs a diminuição da renda do trabalho. "O que fica para os trabalhadores e trabalhadoras no Brasil é aumento da exploração e do sofrimento".

Jornal da CTB

 

 

0
0
0
s2sdefault