Sidebar

19
Dom, Ago

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os trabalhadores e trabalhadoras da Eletrobras e suas subsidiárias vão paralisar as atividades por 24 horas, nesta terça (17), em todo o Brasil, em defesa do fortalecimento do setor elétrico estatal e contra a tentativa de privatização das distribuidoras de energia.

Na pauta, a categoria vai exigir a saída imediata do presidente da empresa Wilson Pinto, pela sua péssima gestão e, principalmente, pelo fato de trabalhar para desmoralizar a categoria e a holding. As bases que não aderiram a paralisação vão realizar atos nas sedes das empresas.

A Justiça Federal no Rio de Janeiro suspendeu o leilão das seis distribuidoras da Eletrobras, marcado para 26 de julho. A juíza Maria do Carmo Freitas Ribeiro citou a liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que proibiu a privatização de empresas públicas, sociedades de economia mista, subsidiárias e controladas sem aval do Congresso no dia 27 de junho.

No entanto, de acordo com publicação do Jornal do Brasil, o governo tenta reverter o bloqueio de privatização das distribuidoras da Eletrobras. “O governo ainda trabalha com a expectativa de que o leilão aconteça no dia 26 de julho, não houve alteração na posição do governo”, afirmou o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

Para o dirigente do STIU-DF, David Oliveira, se o governo não recua com o plano de privatização das estatais elétricas a luta dos sindicalistas e trabalhadores não retrocede. “Mais uma vez vamos mostrar a força dos eletricitários. Em agosto completa um ano de acirrada disputa em defesa da Eletrobras, não vai ser agora que vamos ceder”, ressalta Oliveira.

O governo ilegítimo de Michel Temer anunciou em agosto passado um pacote de privatizações, que colocou a Eletrobras na mira da iniciativa privada. A estatal é responsável por mais da metade da energia elétrica consumida no país, controla 47 hidrelétricas, 114 térmicas, 69 eólicas e distribuidoras de energia de seis estados. Além de gerir o programa Luz Para Todos, que já levou energia elétrica para mais de 15 milhões de brasileiros.

No twitaço deve ser usada a hashtag #ForaWilsonPinto.

Portal CTB - Com informações do STIU-DF

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.