Sidebar

26
Qua, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Por Thais Reis Oliveira, na Carta Capital

Motivo do protesto dos parlamentares são declarações recentes de Paulinho da Força (SD) sobre a relação entre projeto e a eventual reeleição do presidente

Os militantes pró-Bolsonaro nas redes sociais fizeram bombar a hashtag CentraoBlocoDeLadrao. O motivo do protesto são declarações recentes do deputado Paulinho da Força (SD) sobre a relação entre reforma da Previdência e uma eventual reeleição de Jair Bolsonaro.

O ex-líder sindical disse na quarta 1º ao Estadão que os partidos querem aprovar uma reforma mais enxuta, longe dos 1 trilhão prometidos pelo ministro Paulo Guedes. Em suas palavras: “Com esse discurso, tenho certeza que a gente traz todo mundo do Centrão, porque ninguém quer a reeleição de Bolsonaro”.

A tática, no entanto, não favorece o andamento da pauta. Se quiser avançar com a reforma, o governo precisa — e muito — do apoio dessas legendas. São necessários 308 votos, em dois turnos, para que o projeto passe o no Senado. O PSL, apesar de dividir com o PT a liderança em número de cadeiras, tem falhado fragorosamente em conseguir apoio ao projeto.

Passada a CCJ, a matéria será discutida por quarenta sessões, nas quais os deputados vão analisar o mérito do texto. Treze partidos já manifestaram o desejo de alterar pontos do projeto, em especial o BPC e as regras de aposentadoria rural.

0
0
0
s2sdefault