Sidebar

09
Dom, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O cantor e compositor pernambucano, Geraldo Azevedo fez uma forte denúncia em seu show no FestivalEcoArte Itaitu, em Jacobina, na Bahia, neste domingo (21). Preso durante a ditadura (1964-1985), Azevedo contou que o general Hamilton Mourão, vice de Jair Bolsonaro, foi um de seus torturadores.

Pela primeira vez na história, o Brasil pode ter um vice-presidente torturador eleito. “Olha, é uma coisa indignante, cara. Eu fui preso duas vezes na ditadura, fui torturado, você não sabe o que é tortura, não. Esse Mourão era um dos torturadores lá”, disse.

Confira o que disse o grande compositor Geraldo Azevedo 

E complementou falando contra a possibilidade de eleição de Bolsonaro e seu vice acusado de ser torturador. “Essa alegria toda que está tendo aqui vai se perder, vocês estão sabendo disso. O Brasil vai ficar muito ruim se esse cara ganhar”.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.