Sidebar

09
Dom, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Vários artistas do hip-hop brasileiro se manifestam contra a cultura do ódio e a candidatura do retrocesso. Emicida, Dexter, Rael, Rubia (RPW), Mano Brown, Tássia Reis, Rappin Hood, Thaíde, Criolo e muitos outros formam o Rap pela Democracia.

De acordo com eles, o movimento hip-hop representa a cultura da periferia das grandes cidades e não contempla volta ao passado. “A máquina do tempo do hip hop anda pra frente”. Os artistas pedem para as pessoas comaprecerem às urnas, não anularem o voto e nem votar em branco e cravar o voto no candidato que defenda a democracia e a justiça.

Já os artistas sergipanos criaram uma canção defendendo o voto em Fernando Haddad e Manuela D'Ávila como fundamental para o país continuar respirando liberdade e a juventude continuar sonhando com um futuro digno.

Rap pela Democracia, se liga 

Cante com os artistas sergipanos 

“Respeite o seu semelhante, respeite a diversidade, respeite a democracia...O povo é força, sabedoria. É o que desperta o levantar de um novo dia”, canta o grupo Somos Democracia (Artista não vota em fascista). Neste sábado (20) ocorrem manifestações contra a cultura do ódio em todo o país. Todos pelo Brasil e pela democracia.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.