Sidebar

22
Qua, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O dia 3 de outubro é marcante para a classe trabalhadora mundial afinal, na data, a Federação Sindical Mundial (FSM) foi fundada, em 1945 na França, e para celebrar a ocasião, todo ano, a entidade e seus filiados, entre eles a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) se manifestam reafirmando suas bandeiras de luta.

Presidente da CTB enaltece 17º Congresso da Federação Sindical Mundial

Este ano, devido a realização do 17º Congresso da FSM, que acontece de 5 a 8 de outubro na cidade de Durban (África do Sul), e contará com a presença de representantes de entidades sindicais de quatro continentes, o “Dia Internacional de Ação” será concentrado na realização do encontro.

“As atividades para lembrar o dia de hoje, significativo para o movimento sindical mundial e também para a classe trabalhadora, estão concentradas no congresso, que ocorre em um momento em que os povos precisam estar unidos para resistir à ofensiva conservadora”, expressou o secretário de Relações Internacionais da CTB, Divanilton Pereira, que está auxiliando nos preparativos do encontro.

Em 2015, ao completar 70 anos da organização internacional, o Brasil sediou o Simpósio Sindical seguido pelo Dia de Ação com uma caminhada pelas ruas de São Paulo que teve a participação de sindicalistas de todo o mundo, entre eles, o secretário-geral da FSM, George Mavrikos.

Segundo o sindicalista “as consignas da FSM: classista, unitária, democrática, moderna e independente expressam nossas diretrizes, todas em sintonia com as demandas da classe trabalhadora em nível mundial”, frisou.

 Érika Ceconi - Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.