Sidebar

19
Ter, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A indigna manipulação da luta contra a corrupção tem o propósito de desacreditar e criminalizar Lula da Silva, um líder emblemático de Nossa América, afirma a nota da chancelaria cubana, publicada no último domingo (6). Leia a íntegra:

O Ministério das Relações Exteriores rechaça o ataque contra a Constituição e a democracia no Brasil, que transformou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder histórico do Partido dos Trabalhadores, assim como o governo encabeçado pela presidenta Dilma Rousseff, em alvos de ações judiciais e parlamentares, injustificáveis e desproporcionais.

A indigna manipulação da luta contra a corrupção tem o propósito de desacreditar e criminalizar um líder emblemático de Nossa América, desqualificar uma das organizações políticas mais combativas da região, derrocar o governo legítimo da presidenta Dilma Rousseff e liquidar o processo progressista regional.

A condução coercitiva de Lula e o intento de golpe parlamentar contra Dilma levantaram uma onda de repúdio em seu país, desde o Governo e seus aliados, até organizações populares, sindicatos e movimentos sociais, que saíram às ruas de dezenas de cidades em todo o Brasil. Ao mesmo tempo, se multiplicam as expressões de rechaço em numerosos países latino-americanos e caribenhos.

Com estes métodos sujos, setores dos aparatos policiais, legislativos e judiciais de alguns Estados de nossa região, em estreita aliança com grupos transnacionais da comunicação, as oligarquias e o imperialismo, pretendem impor pela força aos povos aquilo que não foram capazes de ganhar nas urnas.

Os companheiros Lula e Dilma Rousseff demonstraram valentia e determinação admiráveis ao enfrentar essa arremetida contra eles.

O Governo da República de Cuba não tem dúvida de que a verdade abrirá caminho e que o povo trabalhador do Brasil cerrará fileiras em sua defesa, assim como na salvaguarda dos avanços políticos e sociais alcançados pelos governos do Partido dos Trabalhadores.

Havana, 6 de março de 2016

Fonte: Granma; tradução da redação do Portal Resistência


0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.