Sidebar

21
Ter, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Nesta sexta (30) da mesa "A Influência da Mídia sobre as Decisões Judiciais", no 3º Seminário Jurídico da CTB, em São Paulo, os jornalistas Luiz Nassif e Umberto Martins debateram o caráter de classe e a influência da mídias sobre as decisões judiciais e a luta política.

Nassif alertou sobre o clima instalado no Brasil. "Precisamos deixar claro a dicotomia instalada. Precisamos retomar o sentimento solidário e iniciar um processo que galvanize a crença e esperança de que podemos vencer esse período".

Segundo ele, é preciso dominar as questões que unam os diferentes campos. "A questão do setor produtivo é uma delas, destacando que a retomada do crescimento é interesse tanto dos empresários, como da classe trabalhadora que esse setor volte a crescer". E completa: "O movimento sindical tem as ferramentas e as informações para produzir conteúdo de interesse público e que pode fazer frente ao discurso de desmonte e de ódio que se instalou no Brasil".

Uma questão de classe

O jornalista e assessor da presidência da CTB, Umberto Martins, destacou o caráter de classe assumido pela mídia e sua interferência clara em decisões vitais para o país. A saber, a reforma trabalhista e a terceirização, por exemplo.

“O movimento não pode perder de vista a questão de classe da chamada grande mídia e o seu papel na disputa política e como ela atua e atuou contra os interesses da classe trabalhadora”, ressaltou. Ele também falou sobre os saldos do golpe e indicou que o golpe de 2016 a consagração de uma onda de ataques e também abriu portas para eleger um Congresso ainda mais conservador que o eleito em 2014 e levar ao Planalto Jair Bolsonaro”, alertou ele.

Os debatedores concordam que a mídia, que deu vazão ao discurso de ódio e de descrença que projetou figuras como Jair Bolsonaro, tornou invisível qualquer instituição ou movimento que se colocasse em oposição aos interesses dos setores mais  conservadores.

ASSISTA AS PALESTRAS

 

A DEBATE CONTINUA

16h00 às 18h00 - Perspectivas da Previdência Social no Brasil 

Debatedores:

Sérgio Pardal Freudenthal - Professor da Faculdade de Direito de Santos

Tatiana Fiore D´Almeida – Advogada e especialista em Direito Previdenciário

Pascoal Carneiro - Presidente da CTB-BA 

18h00 – Encerramento.

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.