Sidebar

19
Qua, Set

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Em um movimento nacional por melhores condições de trabalho, o que inclui investimentos em infra-estrutura para melhor atender os segurados, os trabalhadores da Previdência Social continuam em Greve Geral por mais de 17 dias, ampliando o movimento nas regiões do interior baiano.

A CTB - Bahia participou mais uma vez da Assembléia Geral, desta vez na APS do Relógio de São Pedro. A direção da CTB na Bahia, representada pelo seu coordenador Adilson Araújo, chamou a atenção da autonomia e independência sindical para o enfrentamento da crise, sobre a necessidade da redução da jornada de trabalho para geração de emprego e renda, devendo o Governo Federal estar na vanguarda dos avanços sociais, a exemplo da maior realização de concursos públicos para compor o efetivo mínimo que permita qualidade no atendimento e não cause danos à saúde física e mental dos trabalhadores.

Os trabalhadores reivindicam respeito aos trabalhadores e segurados, para isto, necessitam do fim da precariazção com melhores condições de trabalho e salários compatíveis com suas atividades. Eles não abrem mão da jornada de 06 horas com avanços salariais. Fim do assédio moral e da criminalização do movimento sindical através das ações da procuradoria do INSS e do uso de força armada pela policia federal.
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.