13
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

 

encontro_clate_1

A Confederação Latino Americana de Trabalhadores Estatais (CLATE) organizou, na cidade de Montevidéu, no Uruguai, o II Encontro Latino Americano de Trabalhadores de Serviços Públicos. O evento, que aconteceu de 20 a 22 de maio, contou com a participação de delegados de entidades representantes de trabalhadores públicos de nove países: Brasil, Uruguai, Argentina, Cuba, Equador, El Salvador, Chile, Paraguai e Colômbia.

encontro_clate_3O Encontro cumpriu um papel fundamental, para a luta da classe, em relação à socialização de informações e trocas de experiências nas questões relacionadas aos trabalhadores e trabalhadoras do serviço público nos países participantes.

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) esteve presente ao evento, representando os trabalhadores de serviço público brasileiro, juntamente com militantes de outras três centrais: CUT, NCST e CGTB e várias entidades sindicais de suas bases, tais como: CSPB, Condsef, Fasubra Sindical, Fenajufe.

A CTB foi representada pelos Secretários de Serviços Públicos e Trabalhador do Serviço Público da Central, João Paulo (J.P) e Fátima dos Reis, que estava representando a Fasubra Sindical, e por Ramiro Lopes, do Coletivo Nacional de Trabalhadores Publico da CTB, representando a FENAJUFE.

A solenidade de abertura contou com a saudação de entidades como: PIT CNT, COFE, ISP, que enfatizaram a importância da realização do Encontro e, principalmente, pelo que o evento representa para o movimento sindical sul americano e caribenho na luta pela ampliação dos direitos dos trabalhadores em serviço público.

No dia seguinte, diversas atividades foram realizadas, além de serem apresentados painéis com temas como: 1) Seguridade Social; 2) Negociação Coletiva; 3) Direito Trabalhista e Liberdade Sindical e 4) Criminalização da Pobreza e Judicialização da Greve.

encontro_clate_2

No último dia de atividades, os participantes realizaram uma plenária final onde foi construído um documento resultante dos painéis temáticos e uma declaração intitulada “Carta de Montevidéu”. Este documento destaca as principais lutadas dos trabalhadores e das trabalhadoras nos serviços públicos latino americanos e caribenhos, tais como: a luta contra o desmonte de um Estado voltado para os interesses da população; fim da Terceirização e da precarização dos serviços públicos; e, principalmente, que todos países desenvolvidos precisam ter serviços públicos gratuito e de qualidade.

 

Segundo João Paulo, a participação da CTB durante o II Encontro Latino Americano de Trabalhadores de Serviços Públicos foi de extrema importância para o fortalecimento da entidade. “Foi fundamental a participação da CTB neste evento, pois a CLATE conta com todas as correntes ideológicas que atuam no movimento internacional e, com isso, podemos ser um pólo aglutinador de todo o funcionalismo público da América”, diz.

 

Por Fábio Rogério Ramalho – Portal CTB, com informações de João Paulo - Secretário de Serviços Públicos e Trabalhador do Publico da CTB

 

 

0
0
0
s2sdefault