13
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Aprovada, em dezembro de 2015, através de assembleia do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), a greve dos servidores da Prefeitura Municipal de Patos teve início na segunda-feira, dia 04, tendo em vista o não pagamento dentro do mês trabalhado como exigido pelas categorias.

O Sinfemp está comunicando que a metodologia para as mobilizações em torno da greve será a seguinte: todos os servidores permanecem nos locais de trabalho; serão afixados cartazes para avisar a população do movimento; carros de som vão complementar a informação; às 17h00 na Associação Comercial e Industrial de Patos (ACIAP) haverá assembleia para discutir sobre a greve e outros assuntos.

Para Carminha Soares, presidente do SINFEMP, Patos têm sido uma das únicas cidades da região a não pagar o salário dentro do mês trabalhado. Esse fator está gerando insatisfação, pois gestões anteriores a de Francisca Motta pagavam os salários em dia. “Essa história de pagamento dentro do 5º dia útil não se encaixa para os servidores públicos, mas sim para os da iniciativa privada. Reivindicamos também melhores condições de trabalho. A gestão municipal não pode continuar tratando os trabalhadores da forma que está”, relata Carmina.

Em nota, a Secretaria de Saúde do Município de Patos comunicou que aguarda os repasses do Ministério da Saúde para efetuar os pagamentos. O site da Transparência do Governo Federal mostra que no mês de dezembro de 2015, a Secretaria de Saúde recebeu até o momento R$ 1.158.291, 35. (Um Milhão Cento e Cinquenta e Oito Mil, Duzentos e Noventa e Um Reais e Trinta e Cinco Centavos). Apenas os recursos do PSF ainda não foram repassados, ou seja, R$ 282.505,00.

Fonte: Patosonline.com

0
0
0
s2sdefault